Página Inicial | Versão na Língua Inglesa

Como

Como resistimos todo este tempo?
Almas ligadas em vidas separadas
Passando noites solitárias sob a chuva
Caindo sobre nós mesmos
Perseverando numa causa sem esperanças

Como aguentamos todo este tempo?
Corações gêmeos para sempre distanciados
Esmaecendo amargamente com o passar do tempo
Palpitando fracamente
E arrastando tudo ao redor

Como acreditamos todo este tempo?
Vozes inauditas num lugar abandonado
Implorando por amor num deserto de frieza
Nunca se entregando
Mas, de algum modo, conscientes de que nada seria do modo
como queríamos

© 2005 Eduardo Magela Rodrigues

Página Inicial | Versão na Língua Inglesa