Fúria

Versão na Língua Inglesa

Minhas asas deterioradas jazem no chão imundo
Minhas costas sangram e minha essência celestial se esvai
Não consigo mais contemplar o céu acima de mim
Fui abandonado

Agora, estou mudado
Não mais me chame anjo

As primeiras lascas da crua escuridão rasgam minha pele
A luz que outrora envolvia me tornou-se negra
Meu olhos não mais buscam os caminhos divinos
Fui mutilado

Agora, estou mudado
Não mais reze por mim

Os ruídos do mundo real invadem minha mente
Neste instante, não sou capaz de escutar a racionalidade
A fúria primitiva me perturbou
Eu caí

Agora, estou mudado
Não mais acredite em mim

Por que eu deveria ser perfeito
Por que não posso errar?
Por que não posso ser apenas um humano?

Silêncio não é a resposta que busco

©2007 Eduardo Magela Rodrigues