Página Inicial | Versão na Língua Inglesa

Não quero ser salvo

Não quero ser salvo
Preciso sentir esta dor destrutiva
Preciso saber o quanto minha mente consegue suportar
O quão longe meu coração pode ser esticado
O quão só consigo ficar

Vejo-me sangrando por dentro
Sinto minha força interior fraquejar
Estou ciente para onde estou indo
Mas não quero ser salvo
Tenho de chegar ao meu limite

Deixe-me existir, já que não me fizestes
Não quero ser salvo
Tenho de me salvar através do sofrimento

Deixe minha alma ser esvaziada por minhas próprias mãos
Não quero ser salvo
Preciso descobrir que o amor não é uma coisa de plástico

© 2006 Eduardo Magela Rodrigues

Página Inicial | Versão na Língua Inglesa