Soulwords

quão longe as palavras podem ir?

Bem-vindo!

Meu nome é Eduardo Rodrigues e aqui você pode ler os meus poemas. Sou um especialista em Engenharia de Sistemas e graduado no Curso de Letras pela Faculdade de Pará de Minas. Além disso, sou um escritor. A Poesia é o meio pelo qual tento expressar como sinto o mundo. Tenho consciência de que descrever sentimentos através de palavras é uma tarefa árdua, mas é isto o que ouso fazer com meus poemas. E, embora a grande maioria de meus textos possa parecer obscura, acredito que o mundo é um lugar único e que a vida é uma experiência incrível. Gostaria que você lesse alguns de meus poemas, desse sua opinião e, caso goste, os compartilhasse nas redes sociais.

Espero que você aprecie a leitura!

  A cura
  A última vez
  A verdade oculta
  Aguas da mudança
  Aí em baixo
  Ainda assim
  Ainda estou aqui
  Algo está errado
  Alguém
  Amantes
  Anjo do amor
  Antíteses
  Ao lar me chame
  Apaixonar-me de novo
  Apenas
  Aqui estou
  Assim chega
  Até os anjos caem
  Atrás da porta
  Caçador de deuses
  Caminhe com os mortos
  Campo protetor
  Cansaço
  Caos
  Carlota
  Carta de amor
  Choro
  Chove
  Cinco minutos
  Cinza
  Coisas invisíveis
  Como
  Comparações injustas
  Contigo
  Dama da tempestade
  De algum modo
  Delírio ao ocaso
  Desejando
  Despedaçado por dentro
  Deste modo
  Disparidades (alegres)
  Disparidades (obscuras)
  Dividido
  Doença
  Dubiamente
  Dúvidas
  Ecos da floresta
  Ela
  Encontrei-te
  Errante
  Escuridão
  Esperança
  Espere
  Estarei lá
  Eu sou
  Evrah
  Fale comigo
  Falta
  Ficarás?
  Flores secas
  Fortaleza
  Fragmentos
  Fúria
  Ignorância
  Inocência
  Justificando-me
  Lá fora
  Lago do sofrimento
  Limbo
  Madrugada dos mortos
  Meu abismo interior
  Meu amor desconhecido
  Meu lar
  Muito longe
  Não
  Não posso
  Não quero ser salvo
  Não tombaremos
  Necessidades
  Ninguém
  Nunca amei
  Nunca é fácil
  O fim de meu mundo
  O jardim dos amantes eternos
  O que é o amor?
  O último
  O último céu
  Oco
  Onde estás?
  Palavras da alma
  Palavras na areia
  Paredes negras
  Pedidos
  Pelo desconhecido
  Pensando em ti
  Perda
  Porém
  Precisando de você
  Quase
  Queria
  Quero
  Razões
  Reino das sombras
  Remorso
  Retorno ao fundo
  Sabes
  Salvo
  Se ficares
  Sem o teu amor
  Sem palavras
  Sem volta
  Sempre quis
  Simples
  
  Sobrevivência
  Sofro
  Somente esta noite
  Talvez
  Tantas vezes
  Tarde demais
  Tempo
  Teu
  The southern gate
  Traição
  Tu
  Último suspiro
  Um dia
  Um momento
  Um rosto
  Vale da luxúria
  Vazio
  Vida
  Vidro abaixo
  Viva o presente
  Vozes perdidas